Sozinho a desenhar


desertificado, cansado

Posted in Papel por Hugo Torres em Julho 18, 2006

As pernas encontravam o ar com a pressa dos feriados.
Pessoas a olharem-se serenamente, entre barulhos e murmúrios, com os seus perfumes caros e requintados demais para o nariz humano. Tecidos de muitas cores, luzes agarradas. Um disparo no caminho para qualquer lado que os leve à morte, que os esqueça. Mesmo os enormes seios que respiram pelo decote. Do outro lado, uma bandelete a pontificar as finas pernas de ganga. Ou uma gravata empertigada que fuma muda e compulsivamente.

Daqui debaixo, no chão, nem o forte odor do café me demove os olhos do mundo. De onde também acabarei por me ir embora. Com os ratos.

Anúncios

Uma resposta to 'desertificado, cansado'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'desertificado, cansado'.

  1. Assunçao said,

    gajas sem escrupulos que se prostituem para comprar perfumes caros
    e pagam pipos de massa para encher os seios.
    Abrem as pernas e gemem , como se estivessem a ter prazer e os otarios pagam, os viciados e imundos badalhocos que nao sabem o que e amor, so pagam para despejar e serem acompanhados, (sao as putas finas), cada dia sao mais o problema sao os clientes, que cada dia sao menos, e que os Homens tambem se prostituem agora, crise do caraças.
    quem diria que os homens tambem queriam ser mulheres!!!!!!!!!
    que grande negocio!!!!!!!!!!!!!!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: