Sozinho a desenhar


Posted in Post-it por Hugo Torres em Janeiro 7, 2007

Hoje endereçaram-me estas curtas linhas:

«Regresso a ti num alvoroço, encontro o desengano de que preciso nos teus olhos ilusoriamente transparentes: não, afinal nada aconteceu na minha ausência. Por mais voltas que te dêem, tu não mudas – meigo, traidor, tímido, vaidoso, desamparado, louco.»

(Pedrosa, Inês (2005). Carta a uma Amiga. Cacém: Texto Editores)

Senti-me tão despido e pequeno que não consegui responder palavra que fosse.

Anúncios

Uma resposta to ''

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to ''.

  1. liliana said,

    É a magia da literatura. Ou do amor. 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: