Sozinho a desenhar


novas leituras

Posted in Post-it,Sugestão por Hugo Torres em Abril 3, 2007

somerset_maugham.jpgAs «férias da Páscoa» – assim lhes chamam, verdade? – trouxeram este desengonçado rapaz de volta aos livros. e a dois presentes: o primeiro, Portugal e o Mundo – O Encontro de Culturas na Música (Salwa El-Shawan Castelo-Branco, 1997), chegou com laço de Natal das mãos que sabem como ninguém; o segundo, O fio da navalha (Somerset Maugham [na foto], 1944), que o olhar apaixonado dela me depositou directamente na alma, com a segurança das coisas certas.
Mais que isto, tenho a dizer que, depois de acordado, gosto muito de existir de manhã. E que deixo uma fatia das últimas páginas que aportaram:

«– Tenho lido muito. Oito ou dez horas por dia. Tenho ido a conferências na Sorbonne. Creio que li tudo quanto há de importante na literatura francesa, e posso ler o latim, prosa, pelo menos com a mesma facilidade com que leio o francês. Claro que o grego é mais difícil. Mas tenho um óptimo professor. Antes de chegares, ia três noites por semana a sua casa.
– E qual a finalidade de tudo isto?
– Adquirir cultura – respondeu ele, sorrindo.
– Não me parece muito prático.
– Talvez não seja e, por ouro lado, talvez seja. Mas é divertidíssimo. Não podes imaginar como é emocionante ler a
Odisseia no original. A gente tem a impressão de que bastaria ficar na ponta dos pés e estender as mãos para tocar as estrelas.
Larry levantou-se, como que impulsionado pela excitação que dele se apoderara, e pôs-se a andar de um lado para o outro do quartinho.
– Há um ou dois meses, estive a ler Spinoza. Creio que não o entendo ainda muito bem, mas que delícia!… É como a gente descer do seu próprio avião num grande planalto, nas montanhas. Solidão e ar tão puro que intoxica como um vinho e faz a gente sentir-se como um rei!»

Anúncios

2 Respostas to 'novas leituras'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'novas leituras'.


  1. até me provocaste uma lágrima no canto do olho. que saudades de Larry. nunca mais encontrei um substituto digno do Fio da Navalha, o meu adorado Fio da Navalha.

  2. Rui Afonso said,

    Já o tinha dito no blogue da Eduarda e reforço aqui. Também eu me deleitei com O Fio da Navalha quando o li. E reli. E reli. E reli…

    Abraço e boas leituras pascais


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: