Sozinho a desenhar


primeiro poesia, deontologia depois

Posted in Post-it por Hugo Torres em Julho 20, 2007

(…)

Sim, ser vadio e pedinte, como eu sou,
Não é ser vadio e pedinte, o que é corrente:
É ser isolado na alma, e isso é que é ser vadio,
É ter pedir aos dias que passem, e nos deixem, e isso é que é ser pedinte.

(…)

(Álvaro de Campos, 1993. Poesias de – Obras Completas de Fernando Pessoa. Lisboa: Edições Ática)

Anúncios

2 Respostas to 'primeiro poesia, deontologia depois'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'primeiro poesia, deontologia depois'.

  1. Rui Afonso said,

    Confessa que é bom ter aulas de Deontologia com um Homem que faz da prosa poesia… 😉

    Abraço

  2. Timoteo said,

    Profundo


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: