Sozinho a desenhar


da sede, aos 70

Posted in Post-it por Hugo Torres em Janeiro 19, 2008

Maria Leonor Nunes transcreve esta história para o Jornal de Letras, Artes e Ideias n.º973 (p.18):

Era a primeira vez que a carrinha dos livros da biblioteca de Almodôvar se fazia à estrada. Mal chegou ao largo de Santa Clara a Nova – é sempre na praça central das povoações que faz paragem –, aproximou-se uma mulher notoriamente vestida a rigor. Andava pela casa dos 70 anos. Subiu à carrinha, perscrutou as estantes, escolheu três livros: Capitães da Areia, de Jorge Amado, A Selva, de Ferreira de Castro, e Aparição, de Vergílio Ferreira. Sacou o Bilhete de Identidade da mala e apresentou-o para fazer a ficha do empréstimo. Um processo que parecia saber de fio e pavio, para espanto do bibliotecário. A mulher fez então menção de sair, mas antes voltou-se para trás, com os livros na mão, e exclamou: «Esperei 25 anos por este momento». É que tinha sido uma cliente certa das Bibliotecas Itinerantes da Gulbenkian e quando estas acabaram ficou sem leituras.

E continua por aí fora. É, essencialmente, bonito. Mais que a tristeza dos anos magros, saciar é, essencialmente, bonito.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: