Sozinho a desenhar


da ambiguidade da beleza

Posted in Papel por Hugo Torres em Janeiro 25, 2008

Pouco antes da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais explicar – a mim e a outros – que o Batalhão Sapadores Bombeiros (no Porto, único ‘batalhão’ do país) está em falta de, pelo menos, 117 elementos (tem 200) para cumprir de forma válida as suas funções e não comprometer as próprias vidas, diz um senhor, sem nome para este que assina, ao volante de um táxi-206: «O dia mais bonito da minha vida não foi nenhum dos nascimentos das minhas filhas, foi o 25 de Abril. Mas já passou…» De facto. E as liberdades estão todas complicadas de novo. (Ou ainda.)

As conversas sinceras, essas, da Pasteleira a Santa Catarina, Boavista acima, calmas, honestas, essas, sim, são bem-vindas. De surpresa, tanto melhor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: